Mitos – Amamentação

Vamos falar de um assunto muito importante que é o “aleitamento materno”, eu mesmo como mãe fiquei muito frustrada com esse assunto porque não amamentei nenhum dos meus dois filhos, e não foi porque eu não quis não, foi por falta de ORIENTAÇÃO mesmo.

Entre  inúmeros  fatores,  o  leite  materno é sim o melhor alimento para o seu bebê, protege  as crianças contra infecções como diarreia, otite média, doenças  respiratórias  agudas,  incluindo  a  meningite, pneumonias, infecções gástricas, além de menores índices de mortalidade e de doenças crônicas, do que aqueles alimentados com leite artificial (vaca  ou  em  pó);

Ginecologistas e pediatras na maioria das vezes NÃO são especialistas em aleitamento materno e é muito comum você escutar de um médico: vamos complementar com formula, ou pode começar a dar suquinho, agua, frutinha antes dos seis meses, não é mesmo?

Alguns mitos sobre a amamentação que são muito comuns:

  • O leite materno é fraco ou aguado;
  • Beber café com manteiga aumenta a produção de leite;
  • Cerveja preta aumenta a produção de leite;
  • O leite de vaca é mais forte;
  • O tamanho dos seios determina a quantidade de leite que produzirá;
  • Algumas mulheres produzem pouco leite;
  • O tamanho dos seios determina a quantidade de leite que produzirá;
  • O bebê rejeitou o seio e o leite da mãe.
  • Se o bebê chora muito é porque seu leite não é bom.
  • O bico do seio rachou e por isso deve suspender o aleitamento
  • O leite da mãe é salgado o bebê não gosta.
 Um fator importante na produção de leite é o nível de estresse da mãe, ansiedade, insegurança e o cansaço podem inibir a produção dos hormônios e assim resulta em diminuição na produção de leite.

O bebê não mama no bico do seio da mãe, por isso independentemente do tipo de bico que essa mãe tenha, todas as mulheres podem amamentar.

Danielle Cogo

Baby Planner

Telefone 11 – 96596.1551

É importante que o bebê faça a pega correta para que a amamentação seja feita com eficiência e sem dores.

1.Boca bem aberta;

2.Lábios virados para fora;

3.Queixo tocando o peito da mãe;

4.Aréola mais visível na parte superior que na inferior;

5.Bochecha redonda (“cheia”);

6.A língua do bebê deve envolver o bico do peito.

 A pega incorreta pode acarretar em dores, inflamação e sangramento da mama.
 Se está doendo é porque o bebê está pegando errado e você precisa ajuda-lo.
 Gestantes: É muito importante e também o mais ideal, que a mamãe procure um especialista para dar orientações quando ainda estiver gestante, pois chegará em casa mais segura e preparada para alguns obstáculos que possam surgir no meio do caminho.

Mamães: Se você quer amamentar, se isso para você é prioridade e você não está recebendo o apoio que gostaria,não hesite em procurar um especialista em aleitamento materno.

Com amor, dedicação e orientações a amamentação pode ser linda e uma das experiências mais belas já vividas.

Danielle Cogo

Baby Planner

Especialista em Aleitamento Materno

e Consultora do sono infantil

Contato@assessoriamamae.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s